Afiando o Sabre

Domingo à tarde. Minha esposa e eu, cansados, vamos para o sofá. Ligamos a TV e escolhemos um canal qualquer, só para relaxar.

Está passando um filme que, sinceramente, eu ainda não havia visto antes, só pelo fato de ser um daqueles genéricos, que a crítica deixa “passar batido”, e que os meios de mídia da internet classificam como mais um filme de ação e ficção.

C Aliens

Trata-se de “Cowboys & Aliens”, filme de 2011, estrelado pelo atual James Bond, Daniel Craig, e pelo eterno Indiana Jones, Harrison Ford, e que também tem a excelente participação de Olivia Wilde, uma das mulheres mais bonitas da televisão e do cinema americano, e que, na minha referência de Cultura Pop, será sempre a Dra. Remy “Thirteen” Hadley, do seriado “House”.

O filme, inicialmente, trata da jornada do herói, tão mencionada e lecionada pelo autor e professor Eduardo Spohr, do site Filosofia Nerd, em que o personagem de Daniel Craig, após acordar, em estado de amnésia, em uma cidade do velho oeste americano, busca, através da interação com os outros personagens, a sua redenção, que é muito bem desenvolvida na trama do filme, através de informações fornecidas durante o correr do longa-metragem.

Também mostra que a união faz a força, pois os dois personagens, o de Daniel Craig e o de Harrison Ford, antes inimigos mortais, são obrigados a se juntar para derrotar um inimigo comum, que não tem nada de misterioso, considerando que o título do filme em si já é um “spoiler” e tanto.

O filme faz uma homenagem original aos filmes “spaghetti western” da década de 1960 a 1970, assim como dá um outro ponto de vista à idéia de invasão alienígena, tendo em vista que a maioria dos filmes relata visitas de seres de outros planetas em situações mais contemporâneas ou futuristas.

 

 

O tempo do longa passa voando, apesar de ter quase duas horas de duração, pois eu, como adorador de filmes de velho oeste e de alienígenas, achei o filme bem legal, considerando que também é bem cheio de cenas empolgantes de perseguição, tiroteios e explosões.

Termina o filme. A esposa, já deitada no sofá com a cabeça no meu colo, levanta e avisa que a gente ainda tem que fazer muitas coisas, e o domingo já está acabando. Voltamos à rotina de afazeres da casa.

75-nozes

7,5 Nozes

Por Marcos Moreira: Tento abraçar o mundo com as pernas, mas quase sempre dá uma cãibra na panturrilha…