Gotham é a alma de Batman, e nós explicamos como!

Fala pessoal!

Já que o seriado “Gotham” está voltando, nós resolvemos fazer um especial com alguns “easter eggs” reunidos de alguns sites. Então, vamos lá!

Mensagem subliminar

No pôster de divulgação da série vimos algumas mensagem subliminares, dando referências a certos personagens como o Coringa (um Paraquedas), o Pinguim (a imagem de um Pinguim na parede ), o Charada(um ponto de interrogação verde na parede ) , a Mulher- Gato (um gato preto passando ) e a Hera Venenosa (a planta na mão da Ivy).

Mulher-Gato

Selina Kyle faz sua primeira aparição na abertura da série, sendo ainda uma criança. Quem lê os quadrinhos já tem uma tem uma ideia sobre os vários rumos que ela pode tomar.

Gárgulas

Não importa onde está em Gotham City, Batman parece ter gárgulas em seu redor, para posar. Em adaptações para o cinema, eles tendem a ser jogados um pouco para baixo, mas esta abordagem bastante “over-the-top” para Gotham City é um lugar onde eles se encaixam no muito bem.

Bruce e o assassinato de Thomas e Marta Wayne

Ficamos com uma releitura do assassinato dos Wayne – algo que é quase uma piada a este ponto, que ninguém precisa ver novamente. O que torna este momento um pouco diferente, é claro, é que não é angústia e fúria de Bruce que impulsiona a história, mas sim a investigação policial.

Todavia, o diretor Danny Cannon mostrou a dor e a raiva de Bruce de forma mais clara nos momentos após a morte de seus pais.

O assassinato dos Wayne tem um ponto interessante: nós temos apenas uma visão dos olhos do assassino, mas seu rosto permanece oculto, o que sugere que o mistério que eles estão construindo este ano pode, quem sabe, levar a algum lugar. Se fosse apenas um assassino anônimo que nunca seria preso, não haveria necessidade de manter o público em suspense… Exceto, é claro, que o público vai querer ver o sucesso de Gordon em sua investigação.

Isto é mais complicado pelo fato de que, dependendo da linha da história, o assassinato dos Wayne não fica sem solução.

A capa

Eu sei, não podemos deixar de notar que quando Bruce é totalmente embrulhado no cobertor, na cena do crime, este fica vagamente semelhante a uma capa.

Esta versão de Alfred

Como já foi observado, esta versão de Alfred Pennyworth parece bastante inspirada na versão de “Batman – Terra Um”, que é um pouco mais truculento e exigente, características adquiridas na época em que foi “royal marine” (o correspondente ao fuzileiro naval, aqui no Brasil).

A dinâmica entre ele e Bruce é, certamente, um pouco não convencional, embora não tão agressiva como estamos acostumados a, digamos, os filmes de Christopher Nolan. Há um ritmo diferente entre eles, como nos momentos em que Alfred exprime uma objeção e Mestre Bruce apenas tem a sua fala e… É isso. É um pouco chocante, e certamente nos dá uma ideia sobre os pontos de partida para esta versão dos personagens.

“Seja forte”

Nesta versão da história, Gordon faz para Bruce o discurso sobre “ser forte”, sugerindo que talvez ele pode ser um pouco responsável pela criação de Batman. Isso poderia parecer meio forçado, se não fosse o fato de que muito do seriado parece ser dedicado à narrativa pré-Batman.

Montoya e Allen

Enquanto eles não ficam muito tempo de tela no piloto e são descritos como antagonistas mais do que qualquer outra coisa, Renee Montoya e Crispus Allen (futuro Espectro), originários da série de quadrinhos “Gotham Central”, aparecem como os detectives MCU (Unidade de Crimes Especiais) que estão investigando as ligações da família Gordon com a máfia.

Capitã Essen

A segunda mulher de Gordon nos quadrinhos é sua supervisora, nesta versão da história.

Charada

Edward Nigma é um cientista forense (igual a Barren Allen, o Flash), que auxilia a polícia de Gotham. No decorrer da séria, acabamos percebendo seu relacionamento com as pessoas, como Bullock, que não suporta sua presença, ou Gordon e a Capitã Essen, a quem ele tem muito respeito. E percebemos seu interesse doentio por jogos, principalmente enigmas, o que leva ao claro conhecimento de que ele será, futuramente, o vilão Charada.

Pinguim e seu guarda-chuva

Sim, sim. Eles o chamavam de Pinguim. Ele também tem esse guarda-chuva, que é inicialmente, um símbolo de sua servidão a Fish Mooney, mas que sabemos que irá tornar-se inextricavelmente ligado ao seu caráter. Será que vamos ver o guarda-chuva-metralhadora até o final da temporada?

Certamente teria sido mais fácil de explicar se ele não tivesse tido uma ruptura imediata com a Fish. Ele continuou empunhando o guarda-chuva em seu serviço durante toda a temporada, mas usá-lo como uma arma potencial contra ela teria sido uma escolha óbvia. Bem, nós vamos ter que continuar acompanhando a trama para saber.

A torre do relógio

Barbara Kean, a noiva de Jim Gordon aqui e nos quadrinhos, e a mãe de James Jr. e Barbara Gordon, aparentemente vive em um apartamento que, em vez de uma janela, tem um relógio que dá vista para o horizonte em Gotham.

Por que isso é tão significativo? Bem, durante o tempo de sua filha como Oráculo, fornecendo informações à comunidade de super-heróis, qual foi o quartel-general dela e sua operação “Aves de Rapina”? … Você adivinhou! Uma torre de relógio em Gotham City.

A Torre do Relógio de Gotham foi destaque em “Birds of Prey”, um show de curta duração no canal CW, assim como em “Arrow” (mas neste seriado ela foi destruída… Talvez para não traçar paralelos indesejados para este quando Gotham foi ao ar?).

Claro, Barbara Gordon nunca apareceu em Arrow, onde as Aves de Rapina ainda não foram formadas oficialmente, mas espera-se amplamente que Felicity Smoak um dia vá cumprir o papel de Oráculo nesta série.

Falcone

Fish Mooney e outros gangsters nesta trama trabalham para Carmine Falcone – O chefe da mafia. Nas histórias em quadrinhos, este grande mafioso é referenciado em “Batman Begins”, onde ele é responsável pela morte de Joe Chill, o homem que assassinou os Waynes.

Gotham nasceu na segunda-feira

“Encontre-me no salão Grundy em uma hora”, diz Harvey Bullock para Gordon no telefone. Solomon Grundy é um clássico vilão da DC Comics um zumbi que vive nos esgotos com laços com o Batman, o Lanterna Verde e o Superman, entre outros.

Gotham City Casino

No universo de “Flashpoint” (filme animado da Liga da Justica), era Thomas Wayne quem possuía um cassino em Gotham City. E no universo “regular” da DC Comics? Bem, o Pinguim (que você pode ter notado em algum episódio) é dono do cassino “Iceberg”. E como podemos observar abaixo na imagem vemos um letreiro escrito “cassino”.

Poderia esta ser uma provocação sutil das histórias por vir?

Hera Venenosa

Ivy Pepper é, aparentemente, a Hera Venenosa deste mundo, em vez de Pamela Eisley. Então, nós vimos como ela perdeu o pai, motivo pelo qual ela não gosta particularmente da polícia – não sem uma boa razão.

A foto de Harvey apontando a arma

Imediatamente depois de matar Mario Pepper, Bullock está de pé no beco com o braço estendido, apontando sua arma, no que é, aparentemente, uma homenagem a uma capa clássica que caracteriza o personagem. Esta imagem é tão famosa que, quando Bullock foi anunciado como parte do elenco, ela foi usada por quase todas as notícias cobrindo a informação.

A questão de saber se Harvey Bullock é realmente um policial corrupto ou não é algo que tem sido levantado frequentemente sobre o personagem, a um ponto de ele mesmo ter que abandonar a dúvida, em meio à controvérsia. Porém, o que se vê, no final das contas, deixa muito pouco a se duvidar!

Espantalho

Na cena no cemitério, quando Bullock e Gordon veem Bruce, há uma lápide mostrando brevemente a inscrição “Wilhelm Craig.” Supõe-se que isto estaria relacionado com Jonathan Crane, o Espantalho.

O fascínio de Selina com Bruce

Em basicamente todas as versões do mito, Selina Kyle tem uma obsessão ou fascínio com Bruce e/ou o Batman, que às vezes é difícil de explicar. Aqui, temos uma explicação dupla: eles são opostos polares, como ela é uma menina de rua e ele é um bilionário… Mas também, ela viu o assassinato e é, aparentemente, obrigada a descobrir o que acontece a seguir com este menino cuja vida ela viu mudar para pior na frente dela.

Mas também vemos que desta aventura feita de opostos nasce um amor bem inocente, que num futuro pode se tornar um relacionamento bem sério.

Sexualidade / problema com drogas de Montoya

Na série, vimos como os roteiristas abordaram a revelação de que Renée Montoya teve um relacionamento com Barbara Kean, em algum momento no passado, mas também que ela era uma doidona, sugerindo que ela teve problemas de abuso de substâncias.

Vimos ambas as facetas da personagem Renée nos quadrinhos antes, e cada uma delas pôs em marcha uma certa quantidade de história. Vai ser interessante ver como elas se desenrolam neste show.

Comediante?

Vimos um possível Coringa, como um comediante sem graça, na boate de Fish Mooney, fazendo uma referência a “A Piada Mortal” – e esta é apenas a primeira das que os produtores prometeram, em uma série de menções à identidade do Coringa na série. Portanto, não fique muito apegado a essa ideia. Isso vai acontecer mas mais por uma questão de mito do que pela aparição do personagem na série.

Uma das referências mais chamativas foi quando um dos policiais da GCPD pisa no pé de Bullock, e ele diz “Cuidado com os sapatos, palhaço!”.

Aceno para Bill Finger

É fácil de perder, mas dê uma olhada no ano em que a Mansão Wayne foi construída: 1914, o mesmo ano em que o co-criador do Batman, Bill Finger, nasceu.

Referência ao Arqueiro Verde

Durante uma das cenas panorâmicas pela cidade de Gotham, a imagem acima pode ser vista – uma referência à Queen Industries. Em algumas versões dos quadrinhos este é o nome de uma empresa dirigida por Oliver Queen, também conhecido como o Arqueiro Verde. Alguns sugeriram que isso cria uma conexão com a série “Arrow”, mas pelo que está acontecendo, parece pouco provável que venha mesmo a ocorrer, dado que passam em canais diferentes, fora do Brasil, o que faz desta menção, provavelmente, apenas um pequeno aceno para os fãs que estão vendo o seriado.

A Menina-Gato gosta de ser chamada de “Cat”

Esse nem é tanto um “easter egg”, por isso, não vou gastar mais do que uma frase sobre isso, mas a jovem Selina Kyle gosta de ser chamado de “gata” (“cat”, em inglês) … E vai um dia se tornar a Mulher-Gato.

Bruce e seu comportamento prenunciam o Batman

Em um dos mais agradáveis ​​acenos para os fãs, Alfred repreende Bruce por ele aparecer de forma muito silenciosa na sala, enquanto ele falava com o detetive Gordon. Isso vai se tornar não só um traço de Bruce quando ele coloca a capa, mas quase uma piada nos quadrinhos e filmes, em que ele “aparece” e “desaparece” na frente de Gordon com frequência. Foi um toque empolgante, portanto, esperamos ver mais destes.

Professor Pyg?

Uma das mais discretas homenagens a um vilão do universo Batman estava no amante de Fish Mooney, cujo nome é Lazlo. Provavelmente não é nada, mas para os fãs mais xiitas, isto pode parecer familiar – uma referência a uma criação de Grant Morrison, o Professor Pyg, cuja identidade secreta chama-se Lazlo Valentin.

Ele teve a sua segunda referência na série, com a máscara de porco usado pelo Homem do balão, uma característica bem conhecida do personagem.

Dollmaker

Provavelmente não é um “easter egg” se mencioná-lo explicitamente, mas os dois bandidos do episodio 2 estão trabalhando para um vilão maior, conhecido como o “Dollmaker”. Há diferentes versões do vilão, interpretadas por personagens diferentes, mas este personagem voltou a chamar atenção mais recentemente, por ter cortado o rosto do Coringa nos Novos 52 . Ele é um vilão desagradável, e seria uma ótima opção para focar durante a primeira temporada. Espero que continuemos a receber “teases” dele, talvez algum rosto cortado em um caso para ser resolvido pelos policiais.

O Tridente

Caso você tenha perdido, o logotipo do tridente estava em um “outdoor”, em um vários momentos do episódio 2. Para quem não sabe, o tridente e um dos símbolos do “Dollmaker”.

A Mulher-Gato é mesmo uma Mulher-Gato

Caso você não tinha percebido esse “easter egg”, a jovem Selina Kyle parece obstinada a fazer referências não tão sutis em cada episódio. Uma delas foi “eu posso ver no escuro”… Como um gato. Argh.

O Pinguim é mesmo um Pinguim

Assim como na observação anterior, Oswald Cobblepot também não cansa de fazer referências. Ele anda como um pinguim, e come sanduíche de atum.

O Homem-Morcego será o Homem-Morcego

Ok, isto parece não ser nada demais, mas com tantos personagens fazendo referências, este tipo de menção pode se tornar entediante rapidamente. Mas, neste caso, a referência foi a discussão entre um jovem Bruce Wayne e Alfred Pennyworth sobre o papel do vigilantismo, e onde traçar o limite. Sabemos que isso vai influenciar Bruce pelo resto de sua vida, incluindo a sua política de “sem armas”, e também a sua luta interna constante o porquê dele negar-se a matar os vilões, que não deixam de fazer mal a suas vítimas.

“Harold Bl …”

Em um episódio, um repórter faz referência a um “Harold Bl …”, e antes do nome inteiro ser falado, a cena é cortada. Essa é uma possível referência a Harold Allnut, que nos quadrinhos, se torna uns dos capangas de Pinguim no arco “Pinguim Affair” (na tradução livre: “Caso Pinguim”), e nesta história, o Pinguim acaba forçando-o a construir armas de destruição em massa. Depois de alguns meses, o Pinguim é derrubado de seu reinado e Batman salva Harold, convidando-o para trabalhar com ele como assessor técnico a luta contra o crime.

Sal Maroni

Sal Maroni fez sua primeira aparição no episódio 3, durante o desenvolvimento das linhas de história, que mostram a luta pelo poder na cidade corrupta, que baseia a ascensão do Pinguim.

Bruce super-detetive

Em uma das cenas do seriado, Alfred dirige-se a Bruce, dizendo “trabalho de detetive fantástico”. Como você provavelmente já sabe, Bruce toma o manto do Batman e passa a ser “o maior detetive do mundo ”. A prova disso está no nome da revista na qual ele e publicado “Detective Comics”. Mas o organograma que Bruce faz e tão complexo quanto o que o Pinguim fez, fazendo com que um remetesse ao outro.

Zorro na TV

Nesta cena, Bruce estava assitindo TV, com o Programa “Zorro” passando, antes de cortar para o “Breaking News”. Uma das referências ao assassinato dos pais de Bruce, pois ele foram ver o filme “A Marca do Zorro” no cinema antes de serem mortos.

Os óculos de Selina

Apesar Jim Gordon e Bruce Wayne atraírem mais atenção (como de costume), é, na verdade, Selina Kyle (Camren Bicondova) que primeiro aparece na tela. Embora o personagem ainda está a anos de distância de adotar o traje e apelido de Mulher-Gato, seu amor de roubo, acrobacia, e felinos é visível mesmo em uma idade precoce.

Como os óculos fazem parte da assinatura de seu personagem, eles foram adicionados ao traje padrão por volta de 2001, e permanece como parte integrante da anti-heroína até hoje.

 

O vício de Bullock

Graças a versões “live-action” anteriores da história do Batman, o público está habituado a ver um detetive estúpido e sujo atuando como parceiro de Gordon. Enquanto o atual ator que dá vida ao detetive Bullock, Donal Logue, tem seguido estas tendências, os quadrinhos mostraram um personagem dramaticamente diferente. Inicialmente tão corrupto quanto a polícia de Gotham pode chegar, Bullock teria sofrido uma mudança de atitude, que acontece não só para salvar a vida de Jim Gordon, mas para fazer com que ele viesse a se tornar um dos poucos homens em Gotham em que o “bom detetive” poderia confiar.

O primeiro episódio sugere que Bullock pode ser sujo – mas não tão sujo – por isso, o escritor do seriado pode vir a criar um modelo mais “off” da história dos quadrinhos do que pensamos. Bullock também mostra uma outra marca de sua persona dos quadrinhos: um relacionamento conturbado (mas duradouro) com álcool.

Harlequin Dancers?

Em uma das primeiras alusões veladas aos vilões de Batman e personagens de apoio, Gordon e Bullock fazem a primeira visita à boate de Fish Mooney, que oferece um considerável auxílio a eles. Mas a referência da qual falamos, é claro, é a dos bailarinos vestidos com roupas reveladoras, em vermelho e preto, no palco. E essas cores são intrinsecamente ligadas ao Coringa e sua parceira de crimes Harley Quinn, o que faz com que criemos muita expectativa sobre o que há por vir.

 

Possíveis Referências

Os nomes Zeus e Mathis, seriam referências a Maxie Zaus e o nome real de Dollamaker, Barton Mathis.

A Máfia Russa

Dentro do contexto dos quadrinhos do Batman, a máfia russa se chama “Odessa”, uma máfia que já trabalhou com o Máscara Negra no passado.

Também existem alguns Nikolais conhecidos dentro da DC Comics, mas nenhum que se encaixe com o que apareceu no episódio.

Chinatown

O distrito vizinho de Gotham City é muito famoso no Universo DC e já apareceu em alguns quadrinhos, aqui ele foi levemente referenciado.

Viper e Bane

O título do episódio é o nome de dois personagens da DC Comics, que nada tem a ver com o episódio em si. Um é o Viper da Terra X, o outro é um viajante do tempo que assalta bancos e se chama Philip Russell. Mas o Viper era um versão anterior ao Venom, que remete ao vilão Bane.

Carlos Alvarez

Tivemos a oportunidade de ver um novo personagem dos quadrinhos ser introduzido na série. O detetive Carlos Alvarez, que aparece nos dez primeiros minutos do episódio, teve aparições recentes na revista da Mulher-Gato de Judd Winick, nos Novos 52!

Rodriguez

Pode ser que o policial esperando do lado de fora da mansão do prefeito seja relaciona a Arturo Rodriguez, um âncora do jornal de Gotham durante a história “War Games”.

Canário Negro

A espiã de Fish Monney tem uma certa semelhança com a Canário Negro, e até teve o momento que passou a cor dos cabelos de preto para loiros, uma possível referência a Arrow.

Juíz Bam-Bam

Uma pequena homenagem a James “Bam-Bam” Bamford, o coordenador de dublês de Arrow e uma das figuras mais queridas dentro da Warner Bros. Television.

Victor Zsasz

O psicopata e frio assassino de Gotham finalmente aparece, mas com poucas cicatrizes no corpo, dando a entender que até ele conhecer Batman, ele vai matar muito mais pessoas. E o interessante é que o ator Anthony Carrigan também fez um personagem no seriado “The Flash”.

Fich Mooney vestida como Galinha

Como foi dito no nosso podcast, para ressaltar a marca de Fish Mooney, os produtores da série resolvem vestir um dos receptadores dela com o cabelo da mesma cor e roupas semelhantes às de sua patroa.

Máscara Negra

Um dos inimigos mas célebres do Batman finalmente aparece na série. Tradicionalmente, o Máscara Negra tem um crânio preto real (e tem um desempenho um pouco melhor nas versões mais fantásticas de Batman), mas esta tomada foi um agradável aceno aos fãs, além de um pouco mais realista, dado o tom que temos visto na série até agora.

Tommy Elliot

Um colega de classe de Bruce que, num futuro próximo, se torna o vilão Silêncio, Tommy acaba nutrido um forte rancor por Bruce Wayne e quando, mais para a frente, nos quadrinhos, Tommy descobre que Bruce havia morrido, ele tenta se passar pelo bilionário, mais acaba sendo impedido pelos novos Batman e Robin.

Referencia a Hugo Strange

Há dois possíveis doutores Hugo Strange. Um é o médico que realizava as cirurgias ilegais, e que tinha a mesma aparência do doutor. Embora sem a barba, ele se acha muito inteligente para definir, e tinha muito envolvimento com a polícia de Gotham.

A segunda é ainda mais abstrata, em uma cena em que Bruce estava subindo as escadas na escola, e a cena mostrava um homem careca, mais velho, com óculos e barba que passou pela cena. Embora seja mais provável que não seja nada, é interessante assistir o episódio em que Bruce está na escola, e este senhor aparece em duas cenas, quase como se estivessem tentando torná-lo um pouco óbvio…

Harvey Dent

O Duas-Caras teve sua aparição no seriado, e não demorou muito para começar a mostrar alguns traços de uma dupla personalidade. De fato, na primeira cena, vemos ele jogar uma moeda, e na segunda cena já temos uma cena em que ele mostra duas atitudes muito conflitantes – prenunciando seu eventual acidente futuro ,bem como as características mais obscuras que em breve surgirão.

HP Lovecraft

O empresário russo e homem de negócios sujos, chamado Dick Lovecraft na série, é uma referência para HP Lovecraft, que é creditado como a inspiração para o Asilo Arkhan. Lovecraft escreveu sobre uma peça que se passa em uma casa de horrores, e originou a instituição que virá a definir a história em Gotham.

Copperhead

Para incluir um vilão dos quadrinhos, a FOX acabou dando uma versão feminina ao vilao Copperhead, que muitos não reconheceram. Nos quadrinhos ele aparece como um homem , mas com características muito próximas a uma serpente, a ponto de ele ser retratado mais como cobra que homem. No seriado os sinais são mais sutis, principalmente pelo fato de ela colocar suas vítimas “para dormir” com um esporão na garganta. Pode-se também especular que Copperhaed esteja trabalhando para a Liga dos Assassinos…

É isso, Guerreiro, espero que tenha gostado dos “easter eggs”, e aposto que havia alguns que você não percebeu. E estamos em guarda para trazer para você novas missões para os episódios de Gotham que vêm por aí.

Por Ivanildo Campos: que está de olho na cidade do Homem-Morcego, em todos os seus detalhes!

 

 

Fontes:

http://legiaodosherois.virgula.uol.com.br/2014/gotham-easter-eggs-e-referencias-episodio-viper.html

http://legiaodosherois.virgula.uol.com.br/2014/gotham-easter-eggs-e-referencias-episodio-arkham.html

http://legiaodosherois.virgula.uol.com.br/2014/gotham-easter-eggs-e-referencias-episodio-penguins-umbrella.html

Easter Egg Guide to Gotham Episode 3 S01E03

Easter Egg Guide to Gotham Episode 4 S01E04

Easter Egg Guide to Gotham Episode 5 S01E05

Easter Egg Guide to Gotham Episode 6 S01E06

Easter Egg Guide to Gotham Episode 10 ‘LoveCraft’

Easter Egg Guide to Gotham Episode 7 S01E07

Easter Egg Guide to Gotham Episode 8 ‘The Mask’

Easter Egg Guide to Gotham Episode 9 ‘Harvey Dent’

Easter Egg Guide to Gotham Episode 2 S01E02

Easter Egg Guide to Gotham Episode 10 ‘LoveCraft’

Easter Egg Guide to Gotham Episode 1 S01E01

‘Gotham’ Premiere: 14 Easter Eggs You May Have Missed