“O Poder é de vocês!”

Outro dia desses, fui levar a Ziva, minha cachorrinha, para um passeio pelo bairro em que moro. Tenho por hábito levar ela para uma quadra esportiva pública, que fica vazia na hora em que a levo para passear. É um lugar em que ela pode se exercitar bastante, sem atrapalhar outras pessoas. Mas o que encontrei nesse último passeio não atrapalhou os outros, mas a ela.

O passeio foi logo após o dia de São Cosme e São Damião, data em que as crianças passam por diversas casas do bairro, recebendo doces de seus moradores.

Quando cheguei à quadra para brincar com a Ziva, vi que havia muitos restos de doces e embalagens espalhadas pelo chão, sujando todo o local. Isso fez com que ela perdesse um pouco da atenção na brincadeira, e também me causou muita preocupação. Tive que ficar o tempo todo de olho, para ela não comer nenhum daqueles doces que estavam pelo chão.

Naquele momento, me lembrei do herói ideal para aquela situação, que poderia me ajudar a combater toda aquela sujeira: o Capitão Planeta.

Este desenho, que foi exibido, originalmente, de 1990 a 1996, conta a história de cinco jovens de lugares diferentes do mundo, que recebem de Gaia, o espírito do nosso planeta, anéis com poderes especiais provenientes das forças da própria Terra para combater os antagonistas, empresários impiedosos e pessoas más que pretendem destruir o mundo através da poluição.

Diante das adversidades que eles enfrentam, os jovens descobrem que a união dos cinco poderes concedidos por Gaia, o fogo, a água, a terra, o vento e o coração (?), fazem surgir o protagonista da série, Capitão Planeta, um ente superpoderoso que usa a força dos cinco elementos para derrotar os inimigos.

Curiosamente, a fraqueza do Planeta é exatamente o mal que ele combate. Em contato com a poluição, ele fica mais fraco. Mesmo assim, a trama sempre mostra formas com que ele consegue superar tal fraqueza e derrotar os oponentes.

Este desenho animado foi exibido aqui no Brasil em uma época em que estavam acontecendo muitos debates sobre os cuidados com o mundo, para combater a poluição, tempo que culminou com as palestras da Eco 92, no Rio de Janeiro, que juntou integrantes de diversos países, para discutirem opções de desenvolvimento sustentável.

Mesmo com todo esse contexto, e com um desenho animado educativo como esse, acho que o povo ainda não aprendeu que é com atitudes simples, como jogar o lixo no local certo, que se começa a educação para o desenvolvimento ecológico.

8 Nozes

Por Marcos Moreira: que ainda acredita que o poder é de vocês!