SNN #005 – Robocop

Guerreiros, em guarda!

Nesta missão, vamos expor nossos pontos de vista sobre dois filmes que falam do policial que vai levar os bandidos à justiça, vivos ou mortos!

Para fazer o download da nossa missão ou ouvi-la em outra aba do seu navegador, basta clicar no link abaixo:

SNN #005 – Robocop

Se quiser, assine o nosso feed no seu agregador, clicando AQUI!

Você também pode assinar nosso podcast na iTunes Store, basta vir nesse link!

Conte para nós se você já viu estes filmes, quais são as suas lembranças deles, ou, se não viu, se pretende vê-los, deixando seu comentário aqui no post, ou mandando o seu e-mail para sabrenanoz@gmail.com.

O Sabre na Noz também pode ser encontrado no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob ou no Filmow!

Continuem a postos para mais missões!

  • Pingback: Sabre Na Noz Podcast #032 Noz Revimos: Um Tira da Pesada | Sabre na Noz()

  • Pingback: Sabre na Noz Podcast #038 Noz Vimos: Birdman | Sabre na Noz()

  • Augusto Cezar Lima Queiroz

    Saudações!…

    Aqui vão minhas considerações após ouvir esse “cast”:

    1) Ótimo programa fazendo a comparação entre as duas produções de “Robocop”. Concordo com o que disseram no final do episódio: o filme de 1987 é clássico e não tem comparações pelo que representou quando foi lançado naquela época. Foi revolucionário, apesar de violento, e está sempre nas primeiras colocações das listas dos melhores filmes dos anos 80 que vez por outra surgem por aí. O filme original faz parte da minha adolescência (tive o privilégio de vê-lo no cinema!) e tenho um carinho especial por ele também. Quanto a essa onda de “remakes”, sinceramente, não dou nem bola. Não me interessam nenhum pouco essas “releituras”, ainda mais de filmes singulares que já têm história consagrada no cinema;

    2) O filme de 1987 ainda ensaiou enveredar pelo drama psicológico do policial depois que ele se torna uma máquina. A imprensa da época até fez críticas ao enredo dizendo que essa faceta ficou menosprezada na história do “Robocop” e que seria muito mais interessante explorá-la do que enfatizar a ação, a vingança, etc.;

    3) Não sabia que o “Robocop” (de 1987) não apareceu nenhuma vez saindo do carro. Nem prestei atenção a esse detalhe importante. Quem sabe se a imagem no pôster original do filme, com ele abrindo a porta de uma viatura e descendo, é uma maneira de amenizar essa “falha” da produção, já que o ator ficava impossibilitado de gravar dentro do automóvel com aquela armadura grande e pesada.

    Obrigado a todos e parabéns pela produção!

    Augusto.

  • Marcos Moreira

    Pois é, Augusto, o poster acabou causando essa “falsa memória” na gente também! Até que a gente prestou atenção e percebeu que o filme de 87 não tem nenhuma cena do Robocop saindo do carro. Bom, já o remake, não o condeno totalmente, mas tem furos bem mais fáceis de perceber do que o original, mesmo que isso seja bastante devido ao lado emocional. Muito obrigado por nos acompanhar, e permaneça, assim como nós, sempre em guarda!

  • Pingback: SNN #032 – Um Tira da Pesada |()

  • Pingback: SNN #074 – Planeta dos Macacos: O Confronto |()