SNN #065 – Mad Max: Estrada da Fúria

Guerreiros, em guarda!

Nesta missão, Marcos Moreira (@marvincosmo), Rafael Motta (@RalfMotta) e Fábio Moreira (@facosmo) vão acompanhar a trilha furiosa de Max, a caminho da redenção! Testemunhem! Acqua Cola, McBanquete e modeletes!

Para fazer o download da nossa missão ou ouvi-la em outra aba do seu navegador, basta clicar no link abaixo:

SNN #065 – Mad Max: Estrada da Fúria

Se quiser ter o nosso podcast no seu app de podcasts ou agregador favorito, você pode assinar o nosso Feed, ou então, encontrar o Sabre Na Noz na iTunes Store!

Você também pode mandar a sua mensagem, de texto ou voz, para o nosso Whatsapp! O número é: (21) 99569-0065

Conte para nós se você já viu este filme, quais são as suas opiniões sobre ele, ou, se não viu, se pretende vê-lo, deixando seu comentário aqui no post, ou mandando o seu e-mail para sabrenanoz@gmail.com.

O Sabre na Noz também pode ser encontrado no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Filmow, Tumblr ou no Google Plus!

E nós estamos apoiando o projeto do Heimdall Podcast Recorder! Basta acessar:

www.kickante.com.br/heimdall

Ou clicar na imagem aqui embaixo, para conhecer melhor esta ferramenta!

Aproveite para conferir como participar de uma missão com a gente, com um tema escolhido junto conosco!

Não deixe de acompanhar as outras missões mencionadas neste episódio!

Sabre Na Noz Podcast #060 Noz Revimos: Trilogia Mad Max

Agradecimentos especiais ao Rafael Motta pela vitrine!

Continuem a postos para mais missões!

  • Primeiramente eu digo que discordo dos Machistas e das Feministas, a conclusão do filme é extremamente humanista, pois acbou com a opressão do Imortan JOe deixando o povo subir no elevador e as mães de leite fornecendo a água para o povo. ESpero coisas boas da franquia. Discordo que o Live Action tenha sido metade digital, acho que tirando a cena da tempestade no deserto e o braço da Furiosa, o resto foi a mão, com sutis mudanças digitais, mas os motores roncaram mesmo. Acho o TRio Eletrico do Inferno perfeito, afinado com a trilha incidental.

    Enfim, filme nota 10, apesar que o “Meu nome é Max”, ficaria MUITO mais emocionante com Mel Gibson.

    Valeu Sabre

    • Marcos Moreira

      Concordo com todos os comentários, Ricardo, menos o do “Meu nome é Max” pelo Mel Gibson. O bastão tinha que ser passado em algum momento, e até que o Tom Hardy não ficou ruim. Excelentes pontos de vista, cara!
      Continue conosco, e sempre em guarda!

      • SEMPRE, valeu Marcos, e esperando o Sabre falar de Tomorowland

  • Natália Abrantes

    acho que o filme mostrou muito bem como uma “sociedade” em construção pode ser manipulada facilmente. Enquanto o imortan joe despeja água para o povo, ele era adorado. Aqueles guerreiros seguindo-o cegamente é o espelho da nossa realidade. E a rebelião das pariteiras não foi só uma visão “feminista” dá mulher como objeto, e sim que a minoria pode sim reivindicar e se fazer presente. Achei demais. E fiquei pasma em descobrir que o guitarrista era cego. 😳
    Enfim, foda demais!
    E aquela frasesinha safada do imortan falando: não se viciem em águas meus amigos, elas podem dominar vcs! Hahahhaha que fdp!
    Parabéns pelos comentários. Conheci o site ontem e já to viciada!

  • Pingback: SNN #081 – Comentários e Catotas 002 |()