SNN #203 – Ghost In The Shell

Guerreiros, em guarda!

Nesta missão, Fábio Moreira (@facosmo), Thais Freitas (@ThaisdF17), Clarisse Machado (@clamlemos) e Marcos Moreira (@marvincosmo) vão até o futuro, novamente, para falar de Scarlett Johansson, criando polêmica e vigiando o amanhã!

Para fazer o download da nossa missão ou ouvi-la em outra aba do seu navegador, basta clicar no link abaixo:

SNN #203 – Ghost In The Shell

Se quiser ter o nosso podcast no seu app de podcasts ou agregador favorito, você pode assinar o nosso Feed, ou então, encontrar o Sabre Na Noz na iTunes Store!

Você pode mandar a sua mensagem, de texto ou voz, para o nosso Whatsapp! O número é: (21)99569-0065

Converse com a gente lá no grupo do Telegram! telegram.me/sabrenanoz

Conte para nós se você já assistiu este filme, quais são as suas opiniões sobre ele, ou, se não viu, se pretende vê-lo, deixando seu comentário aqui no post, ou mandando o seu e-mail para sabrenanoz@sabrenanoz.com.br.

O Sabre Na Noz também pode ser encontrado no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Filmow, Tumblr ou no Google Plus!

Agradecimentos especiais ao Rafael Motta pela vitrine, e à Cafeina (@bebendo) pela vinheta!

Continuem a postos para mais missões!

  • Macarena:primo do Catena

    Não valeu nem ter baixado o torrente desse filme.
    Que deveria ter sido traduzido para “o fantasma do posto Ipiranga”

  • Fala galera do SNN, sou o Daniel do site Tarja Nerd.

    Curti o episódio de vcs sobre o filme e concordo em grande parte do que foi dito sobre ele. E uma das coisas que prejudicaram A Vigilante do Amanhã foi ficar no “meio termo” entre a proposta ocidental e a oriental. Passou longe de flertar com toda a reflexão mental do anime, e também não foi aquele filme super movimentado, repleto de ação no climax mais visual de Hollywood. O que deixa o filme morno, não tem a filosofia mas tb não tem a ação para compensar pelo menos.

    Porém a estética cyberpunk, apesar de ser um detalhe no filme, ficou bem representada. E justamente a cena que vcs comentaram, sobre a favela vertical com ar condicionados de parede num mundo extremamente tecnologico, mostra muito essa ideia cyber-punk. Uma sociedade que preza o máximo de desenvolvimento tecnologico e o minimo do desenvolvimento humano. O que tb justifica a cena dos cigarros no “IML” dos robôs.

    Fica o meu convite para conhecer tb o nosso podcast, TarjaCast. E quem sabe fazermos futuros crossovers. Abraço!!

  • AzBats

    Não sei se algum momento comentam no episódio (desculpem, não escutei ainda) mas antes da Scarlett Johansson, cogitaram a Margot Robbie para o papel da Major (logo depois dela ter chamado atenção pelo filme Lobo de Wall Street). Ao que parece os produtores não chegaram ao acordo do valor do cachê da Margot Robbie e estavam as portas das filmagens de Esquadrão Suicida (se procurarem encontrarão algumas artes conceituais da Major com o rosto da Margot).
    Ao que parece desde o início do projeto os produtores procuravam um nome “quente” para atrair público.