SNN #122 – John Wick – De Volta ao Jogo

Guerreiros, em guarda!

Nesta missão, Rafael Motta (@RalfMotta), Marcos Moreira (@marvincosmo) e Fábio Moreira (@facosmo) convidam o Curador do Podcast In Boteco, Brunno Costa (@brunnocosta_rie) para falar sobre tiroteios, porradaria, carros e amor! Testosterona e adrenalina! Uma vingança do cão!

Para fazer o download da nossa missão ou ouvi-la em outra aba do seu navegador, basta clicar no link abaixo:

SNN #122 – John Wick – De Volta ao Jogo

Não deixe de visitar o PodcastInBoteco!

Ouça também a outra missão mencionada neste episódio:

SNN #049 – O Grande Hotel Budapeste

Se quiser ter o nosso podcast no seu app de podcasts ou agregador favorito, você pode assinar o nosso Feed, ou então, encontrar o Sabre Na Noz na iTunes Store!

Você também pode mandar a sua mensagem, de texto ou voz, para o nosso Whatsapp! O número é: (21) 99569-0065

Conte para nós se você já assistiu estes filmes, quais são as suas opiniões sobre eles, ou, se não viu, se pretende vê-los, deixando seu comentário aqui no post, ou mandando o seu e-mail para sabrenanoz@gmail.com.

O Sabre Na Noz também pode ser encontrado no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Filmow, Tumblr ou no Google Plus!

Agradecimentos especiais ao Rafael Motta pela vitrine!

Continuem a postos para mais missões!

  • Edson Oliveira

    Parabéns pelo programa. Adoro esse filme, e revejo sempre que posso.

    Agora, puxão de orelha: como vocês falam de Willem Dafoe em Platoon, mas esquecem de A sombra do Vampiro, de 2000? Ele também concorreu ao Oscar por esse filme, como aconteceu em Platoon.

    Quanto ao Hotel Refúgio, ele existe, de certo modo. Mas a referência é muito antiga – está na Bíblia!

    Na Lei de Moisés, feita para quando os israelitas entrassem na Terra Prometida, existe um “artigo” que diz que três cidades deveriam servir de refúgio para aquele que cometesse homicídio por acidente. Até que um julgamento fosse realizado, o homicida estaria a salvo de vingança, desde que não saísse da cidade.

    Referências: Deuteronômio, 19:2-6, Números, 35:15 – Como escrito na Lei
    Josué, 20:1-9 – Onde temos os nomes das cidades escolhidas.

    Os países que não mantêm acordo de extradição, são a versão moderna dessas cidades.