SNN #080 – Lucy

Guerreiros, em guarda!

Nesta missão, Ivanildo Campos (@ianildo1), Marcos Moreira (@marvincosmo), Rafael Motta (@RalfMotta) Clarisse Machado (@clamlemos) e Fábio Moreira (@facosmo) vão mostrar que as drogas fazem mal ao seu cérebro! Ou não!

Para fazer o download da nossa missão ou ouvi-la em outra aba do seu navegador, basta clicar no link abaixo:

SNN #080 – Lucy

Se quiser ter o nosso podcast no seu app de podcasts ou agregador favorito, você pode assinar o nosso Feed, ou então, encontrar o Sabre Na Noz na iTunes Store!

Você também pode mandar a sua mensagem, de texto ou voz, para o nosso Whatsapp! O número é: (21) 99569-0065

Conte para nós se você já assistiu este filme, quais são as suas opiniões sobre ele, ou, se não viu, se pretende vê-lo, deixando seu comentário aqui no post, ou mandando o seu e-mail para sabrenanoz@gmail.com.

O Sabre Na Noz também pode ser encontrado no Facebook, Twitter, Instagram, Skoob, Filmow, Tumblr ou no Google Plus!

Não deixe de ouvir as outras missões mencionadas neste podcast:

SNN #053 – Os Vingadores

SNN #058 – Vingadores: Era de Ultron

SNN #070 – Oblivion

Agradecimentos especiais ao Rafael Motta pela vitrine!

Continuem a postos para mais missões!

  • Eu lembro da primeira vez que vi esse filme, no cinema mesmo. No final, ainda torci para que tudo fosse coisa da cabeça dela por causa da droga, hahaha. De qualquer forma, ótimo podcast pessoal o/

  • Pingback: SNN #089 – Inimigo Meu |()

  • Curiosamente, não sei se é por causa da atriz principal, o filme mais parece uma adaptação de quadrinho no sentido de se aproximar mais do gênero ação. Agora, se a proposta era ser uma ficção cientifica, é notável que o mesmo se perdeu no caminho como vocês comentaram. Ficou muito legal, mas se não fosse por esses exageros do final o resultado teria sido bem melhor.

    Outro detalhe é como o “Sem Limites”, com Bradley Cooper, acaba seguindo um caminho totalmente mais pé no chão se comparado com Lucy. E os dois, tem a mesma temática por assim dizer.

    • Com certeza o fato de ser a Scarlett Johansson dá essa impressão para a gente. Mas o filme tem seus belos absurdos, com certeza.
      Se quiser trocar mais ideias com a gente, entra lá no nosso grupo de Telegram, Marcus! Procura pelo @sabrenanoz!